Denominação de Origem Pinto Bandeira

Denominação de Origem Pinto Bandeira: 1ª DO espumantes do Novo Mundo

Vinhos da Serra Gaúcha e o Brasil estão de parabéns: saiu a Denominação de Origem de Pinto Bandeira, a segunda DO da serra. E chegou destacando o espumante brasileiro, afinal a Denominação de Origem Altos de Pinto Bandeira é a primeira DO exclusiva de espumantes do Novo Mundo!! Ou seja, uma Indicação Geográfica que valoriza o Brasil como produtor de espumantes. De quebra, uma certificação que faz os espumantes produzidos no terroir de excelência de Pinto Bandeira na Serra Gaúcha brilharem.

caminhando pelos vinhedos lindos da Geisse em Pinto Bandeira

Sobre a nova Denomiação de Origem Altos de Pinto Bandeira

A tão aguardada DO Altos de Pinto Bandeira foi publicada em 29 de novembro de 2022 pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Trata-se da segunda Denominação de Origem (DO) para produtos vinícolas do Brasil (Vale dos Vinhedos tem a primeira DO), sendo a única no Hemisfério Sul a ter uma certificação exclusiva para espumantes.

Lembrando que desde 2010, Pinto Bandeira já tinha Indicação de Origem para vinhos finos, tranquilos e espumantes, a IP Altos de Pinto Bandeira. A partir de agora, o selo de Indicação de Procedência (IP) Pinto Bandeira ficará restrito apenas para vinhos finos tranquilos.

Denominação de Origem Pinto Bandeira
brinde na vinícola Don Giovani, terroir da nova DO Altos de Pinto Bandeira

A nova Denomiação de Origem Altos de Pinto Bandeira abrange 65 km² de área contínua, sendo 76,6% localizada no município de Pinto Bandeira, 19% em Farroupilha e 4,4% em Bento Gonçalves. A altitude média da região é de 632 metros, com terrenos de relevo ondulado até montanhoso.

Vinícolas da Denominação de Origem Altos de Pinto Bandeira

Entre as vinícolas que fazem parte da DO Pinto Bandeira estão:

Família Geisse
Vinícola Aurora
Don Giovanni
Vinícola Valmarino

A saber: a vinícola Aurora possui diferentes terroirs. Em Pinto Bandeira, os rótulos de espumantes premiados da vinícola e que fazem parte da DO são: Aurora Extra Brut Pinto Bandeira  (preço médio R$ 100) e Gioia Sur Lie Nature (preço médio R$ 150),

Regras e Delimitações da DO Altos de Pinto Bandeira

Dentre as principais regras para o uso da DO Altos de Pinto Bandeira estão:

1 – Uvas autorizadas na elaboração: Chardonnay, Pinot Noir e Riesling Itálico
2 – Origem das uvas: as uvas devem ser cultivadas 100% na área geográfica delimitada da DO Altos de Pinto Bandeira.
3 – Sistemas de Condução: espaldeira.
4 – Elaboração: espumantes com DO somente podem ser elaborados pelo Método Tradicional (champenoise, segunda fermentação na garrafa) com tempo superior a 12 meses de guarda. Quanto ao açúcar residual estão autorizadas as classes Nature, Extra-Brut, Brut, Sec e Demi-Sec.

Os produtos devem cumprir diversos requisitos, entre eles: tempo mínimo superior a 12 meses para o período que vai da tirage (colocação do licor de tiragem) até o dégorgement (eliminação dos sedimentos de leveduras – líes, depositados no bico da garrafa); apresentar padrões físico-químicos específicos; e ter a tipicidade comprovada por degustação dos espumantes finos realizada às cegas.

Para que serve uma Indicação Geográfica: IP e DO

IP = Indicacão de Procedência
DO = Denominação de Origem

As Indicações Geográficas são selos/certificações conferidas pelo INPI. Servem para dar valor e identidade a um produto de uma origem específica.

A Indicação Geográfica está relacionada com a qualidade do vinho? 
Nem sempre. As indicações conferem valor e protegem a região. Mas um bom vinho também pode surgir de outros terroirs.

Indicações Geográficas do Brasil para vinhos e espumantes

Atualmente, o Brasil tem 12 Indicações Geográficas para vinhos e espumantes, sendo quatro fora do Rio Grande do Sul: a do Vale das Uvas Goethe em Santa Catarina , a IP Vinhos de Altitude de Santa Catarina, a IP Vinhos de Bituruna (Paraná) e IP Vale do Rio São Francisco ( 1ª IP para vinhos tropicais do mundo).

As Indicações Geográficas se dividem em IP e DO: Indicação de Procedência e Denominação de Origem (esta última, mais restrita e de maior valor).

  1. IP Vale dos Vinhedos RS
  2. IP Campanha Gaúcha (RS)
  3. IP Altos Montes (RS)
  4. IP Farroupilha (RS)
  5. IP Altos de Pinto Bandeira (RS)
  6. IP Monte Belo (RS)
  7. IP Vales da Uva Goethe (SC)
  8. IP Vinhos de Altitute de Santa Catarina (SC)
  9. NOVA: IP Vale do Rio São Francisco  (Bahia e Pernambuco)
  10. NOVA: IP Vinhos de Bituruna (Paraná)
  11. DO Vale dos Vinhedos (RS)
  12. NOVA: DO Altos de Pinto Bandeira (RS)

SAIBA MAIS

Denominação de Origem Altos de Pinto Bandeira (RS)
Publicada em 29 de novembro de 2022

A estruturação da DO Altos de Pinto Bandeira foi coordenada e financiada pela Embrapa Uva e Vinho, com a participação da Embrapa Clima Temperado, da Universidade de Caxias do Sul (UCS), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Asprovinho.
Site www.embrapa.br/uva-e-vinho/indicacoes-geograficas-de-vinhos-do-brasil


Vinícola Larentis balanço

Oi, sou a Alexandra Aranovich

Autora do blog Café Viagem, creator e sommelier. Degusto a vida entre vinhos, viagens e café da manhã. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo. Como posso te ajudar a degustar teu sonho?

Saiba mais sobre mim »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.