Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Safra 2021 da uva e regiões viníferas no RS

Regiões viníferas do Rio Grande do Sul e a Safra 2021 da uva

A Safra 2020 das uvas no Brasil foi considerada a Safra das safras. De quebra, no ano da pandemia, o brasileiro tomou mais vinho e, pode se dizer, descobriu a qualidade da nossa bebida nacional. Nunca se consumiu tanto vinho brasileiro. Tanto que houve falta de garrafas no mercado, o que causou um grande problema para todo setor. Com todo esse crescimento no mercado de vinhos, havia muita expectativa se a Safra 2021 da uva iria repetir a qualidade da safra de 2020. E, acima de tudo, se conseguiria suprir essa maior demanda de consumo per capita do país.

Safra 2021 da uva

A Safra 2021 da uva no Rio Grande do Sul

A colheita da uva – que acontece entre os meses de janeiro e março – já indicam aumento de quantidade, mas segundo especialistas ainda é cedo pra saber sobre a qualidade. Entretanto, as uvas precoces, destinadas à elaboração de espumantes apresentaram excelente sanidade e equilíbrio entre acidez e açúcar, o que é ideal para essa bebida.

Orgalindo Bettu Garibaldi

Orgalindo Bettú de Garibaldi na colheita de 2020

A seguir, considerações de especialistas e entidades do setor sobre a Safra 2021 da uva.

As condições de estiagem, combinadas com grande amplitude térmica diária, de dias quentes e noites frias, ocorridas no final da primavera e início do verão, não anteciparam o ciclo e foram muito favoráveis para a quantidade e a qualidade enológica das uvas precoces. Entretanto, apesar de uma previsão de maior quantidade em relação à safra 2020, o prognóstico de maiores índices de chuvas pode restringir o potencial qualitativo de algumas cultivares intermediárias e tardias, o que exige maior atenção dos produtores.

vinificação das uvas na Valduga

Leia também: 

Vinhos destaque na Avaliação Nacional no ano da Safra das Safras – 2020

10 vinícolas da serra gaúcha que você precisa conhecer

Regiões Uvas Viníferas do Rio Grande do Sul

Bom saber que o mapa da vitivinicultura gaúcha é muito maior do que cidades como Bento Gonçalves, Flores da Cunha, Garibaldi, Farroupilha, Caxias do Sul (as mais conhecidas pelo cultivo da uva). Atualmente, o Rio Grande do Sul tem 122 municípios que cultivam uva. No entanto, apenas 22 municípios produzem apenas variedades viníferas. Outras 34 cidades mesclam as áreas com uvas viníferas e americanas. 

Abaixo, as regiões que produzem apenas uvas viníferas. A maior representatividade está em Santana do Livramento com 10% de toda produção de uvas viníferas do Estado, chegando a 6,9 mil toneladas em 2020

André da Rocha,
Bagé,
Candiota,
Canela,
Dom Pedrito,
Hulha Negra,
Itaara,
Itaqui,
Lavras do Sul,
Mariana Pimentel,
Muitos Capões,
Passo do Sobrado,
Pedras Altas,
Pinheiro Machado,
Piratini,
Quaraí,
Rosário do Sul,
Santana do Livramento,
São Borja,
São João do Polesine,
São Sepé
Uruguaiana 

Variedades Viníferas no RS: 78 variedades e 614 vinícolas 

No que se refere a uvas viníferas, o Rio Grande do Sul tem 78 variedades, sendo 38 tintas, 38 brancas e duas rosés. A maior produção é de Moscato Branco e Chardonnay, além das tintas Merlot e Cabernet SauvignonToda a produção é processada por 614 vinícolas no Rio Grande do Sul, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em todo o Brasil, já são contabilizadas 831 vinícolas.

vinhos Campos de Cima da Serra

vinícola Campestre em Vacaria, Campos de Cima da Serra

Uvas viníferas e americanas

No caso de regiões que cultivam viníferas e americanas, o maior produtor de uvas é Flores da Cunha com um total de 84 mil toneladas em 2020, seguido por Bento Gonçalves com 73 mil toneladas e Farroupilha com 50 mil toneladas. Já o maior produtor de uvas viníferas é Bento Gonçalves com 12 mil toneladas.

Das 735 mil toneladas de uvas colhidas em 2020 (IBGE) no Rio Grande do Sul, 86% são de variedades americanas. Das 34 castas cultivadas (21 tintas, 12 brancas e uma rosé), o grande destaque é para as uvas Isabel e Bordô, utilizadas na elaboração de suco de uva. 

Fotos: arquivo pessoal Café Viagem e Divulgação Safra 2021
Texto baseado em Informações de Assessoria de Imprensa e União Brasileira de Vitivinicultura – UVIBRA
˜Lucinara Masiero – Jornalista MTB 16.950, Conceitocom 

 

 

Vinhos que bebemos da quarentena

Rótulos premiados no Brazil Wine Challenge 2020

10 vinhos rosés brasileiros para provar

Campos de Cima da Serra, destino de ecoturismo no Rio Grande do Sul

Vinhos da Campanha Gaúcha, a nova Indicação Geográfica

A FERRADURA DOS VINHEDOS , A ROTA TURÍSTICA DO VINHO NA FONTEIRA

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO